COYACAN - CIDADE DO MÉXICO 

M U S E U      DA   F R I D A 

CORES DE  FRIDA KAHLO

Minha visita ao Museu Frida Kahlo.

Um museu diferente de todos os outros. A cara da Frida, é claro! O Museu Frida Kahlo é um tributo a pintora Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, ou simplesmente Frida Kahlo. Primeiro porque esta localizado onde a Frida morou com seus pais, e também por reunir lembranças não só das pinturas, mas também de sua vida e sofrimento pelas dores consequência do acidente que sofreu ainda na adolescência.

Hoje o museu faz parte do mesmo grupo que administra o também museu Diego Rivera e o museu Dolores Olmedo (a colecionadora de arte mexicana responsável pela ascensão e sucesso do casal Rivera no exterior). Dolores, foi uma das mulheres da sociedade mexicana que posou para Diego. 

No Museu Frida Kahlo é possível ver algumas obras da mais famosa artista mexicana de todos os tempos. Há também a capa da revista Vogue (fotografada entre 1931 e 1939 - há uma celeuma sobre isso).

Boa parte de suas obras pertencem a colecionadores particulares e não estão em exposição no museu. Outra parte está nos museus do mesmo grupo (Diego e também da Olmedo).

Ainda assim, a visita a Casa Azul é um programa imperdível, mesmo para aqueles que não tem muito tempo na capital mexicana. 

Se você estiver hospedado nos bairros da Zona Rosa ou Polanco, pode ir de taxi ou de metro. Eu estava na Zona Rosa, famoso bairro boêmio da cidade: fui de metro e voltei de taxi. Sem contar que fui mais duas outras vezes, tanto e principalmente pelo museu, mas também pelo bairro do Coyacan que vale a visita.

importante lembrar que não havia muitas coisas por perto do museu, digo casas de cambio, caixa automático, hotéis, etc. É um bairro mais residencial. Mas nada que não seja propício para uma boa caminhada pelo animado Coyacan.

Depois de 1 ou 2 h no museu, vá até a praça do Jardim Centenário, há vários restaurantes, taquerias e um final de tarde animado no fim de semana.

Infelizmente no museu da Frida não vi boa parte de suas obras mais conhecidas, o que deixa um pouco a desejar. Fato é que a vida vendia suas obras para sobreviver, portanto, muitas estão espalhadas pelo mundo.

Mas no Museu Dolores Olmedo - numa casa fantástica cercada de pavões - muitas dessas obras famosas podem ser vistas. O Museu Dolores é tão fantástico quanto o Museu Frida Kahlo e vale muito a visita.

MUSEU FRIDA KAHLO

1/4

A casa Azul, que se tornou o Museu Frida Kahlo é um casarão dos anos 50 e que abriga boa parte de sua estrutura e decoração original.

Algumas dicas importantes:

 - quando fui, o museu não aceitava cartão de crédito;

 - pode tirar fotos, mas há uma taxa extra;

 

 - não tem cafeteria;

 

 - possui uma loja de souveniers bem interessante, com objetos que só encontra ali;

 

 - o museu não é grande, mas cada detalhe merece um tempinho, guarde pelo menos uma hora e meia para percorrer a Casa Azul;

 

 - as 3 vezes que fui tinha filas, mas super rápido (não fiz reservas);

 

 - a exposição dos vestidos da Frida era temporária;

 

 - não deixe de ouvir a música que toca no jardim, "Paloma Negra", quem viu o filme entenderá;

 

 - aproveite e dê um passeio pelo bairro do Coyacan, vá em direção a igreja, ao redor muitos bares, restaurantes, e um grande mercado de artesanato.

Thiago Paes

Sou um apaixonado por conhecimento. Fiz faculdades, MBAs, escrevi sobre minhas reflexões e publiquei um livro. Procuro sempre levar um pouco desse conhecimento em tudo que faço, comunico.  Descobri desde cedo que viajar era a melhor forma de concretizar esses meus anseios, a melhor forma de aprender e inspirar meu senso criativo. Viajo para descobrir novas ideias, aprender algo, para no outro descobrir um pouco mais de mim mesmo. 

contato@paespelomundo.com.br

  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram