COMO VOCÊ VIAJA?

Eu já estive em 22 países! Muitos para alguns, pouco para muitos outros!


Resolvi contar em quantos lugares passei depois que vi muita gente que fala de viagem no Instagram contando e recontando países, cidades... mas será que quantidade é qualidade?


Será que conheço 22 países?


foto wix

Desculpe o spoiler, mas não, eu não conheço 22 países.


Já estive na África, no México, na Suíça, realmente em 22 lugares, mas dizer que conheço seria uma inverdade.


Ninguém conhece um lugar estando por alguns dias. Ninguém conhece sem observar como as pessoas vivem, como elas se relacionam com sua própria cidade. Há uma identidade em cada lugar e nós turistas viajamos para conhecer uma parte dessa história.


Claro que estar de frente para a Torre Eifel na França ou se perder por Karlovy Vary na República Tcheca vai lhe render boas histórias, além de lindas fotos. Mas conhecer é diferente.


Comentei com uma amiga que viajaria a Lisboa, Portugal. E ela retrucou:


- Ah, se fosse outro lugar até iria com você, mas Portugal eu já conheço.


foto na Rua da Misericórdia em Portugal, quando ainda havia a emblematica palavra "Desassossego" que nos remete a obra de Fernando Pessoa, escritor Português.

Achei engraçado. Isso porque minha amiga esteve em Portugal num stopover (aquela parada numa cidade que certos voos permitem). Em um dia, aproveitou a "conexão" em Lisboa para "conhecer" o Centro Histórico e Cascais, cidade que fica próximo a capital.


Fato é que Portugal é um enorme pequeno país. Pequeno em extensão, mas enorme em atrações, história, gastronomia...


Mas logo entendi que ela, sempre apressada, deve ter aproveitado Lisboa do seu jeito.


As viagens vão acompanhando nossa vida. Sofrem a intervenção direta do momento em que estamos vivendo. Elas são nossa própria experiência. Não há idade para fazer um mochilão ou um cruzeiro. Há um jeito, uma maneira, uma forma, uma necessidade.


foto wix

E certas escolhas não são por causa de valor!


Já ouvi histórias de muitos executivos com mochila nas costas pelo Caminho de Santiago. Assim como estudantes que aproveitam aquela promoção de final de semana no Resort de Luxo all inclusive.


Viagem é estado de espírito, é como a gente está naquele momento se relacionando com o mundo e suas possibilidades.


Há quem não se importe com horas de voo, de ônibus, quartos pequenos, em comer um sanduíche no almoço e outro no jantar, em pegar metrô por 50min para chegar ao centro histórico ou ainda em conhecer tudo ao mesmo tempo no mesmo dia.


Ninguém quer pagar a mais por nada, claro. Mas será que escolher o melhor dentro de nosso orçamento é pagar a mais? Será que as vantagens estarão sempre no mais barato?


foto wix

Se estamos procurando passagens, "que seja a mais barata". Se estamos procurando hotel, "que seja o mais barato".


Nem sempre o melhor é o mais caro ou o mais barato. Nem sempre o que estamos procurando numa viagem estará ali naquele bairro, naquela rua, naquela tarifa.


Talvez viajar seja o que a gente procura. Por isso fala-se tanto em viver a própria experiência.


E experiência não é o preço nem quantos lugares, garanto. É a forma como a gente se relaciona, com nossa busca naquele local. Posso passar 30 dias num lugar ou 3 e conhecer muitos outros. Tudo depende do momento de cada um.


Será que, quando viajamos, estamos sempre procurando o mais barato, incluindo a maior quantidade de lugares, deixando de saborear para engolir rapidinho?


foto wix

Ou você pagaria um pouco a mais para trocar aquele voo de 30 horas por um de 15? Ou uma diária um pouco mais cara para ficar de frente para o mar? Ou ainda incluiria aquele passeio ou restaurante incrível que não estava programado?


Viajar é o momento de cada um desde quando decidimos para onde vamos, o que vamos fazer, como vamos voltar. E cada um tem um perfil, não existe o melhor nem o pior, existe o jeito, a forma, a maneira como nos relacionamos com a vida.


Por isso, nem todo mundo viaja do mesmo jeito.


Porque quando a gente viaja, quantidade e qualidade são pesos diferentes para cada um.


Viajar é uma experiência única, que deve ser aproveitada da melhor forma: a sua.


E você, como viaja?



foto a caminho de Karlovy Vary na República Tcheca

por @thiagopaes.br


fotos arquivo pessoal e wix

188 visualizações