top of page
  • Foto do escritor@paespelomundo

Portugal: 8 Motivos para conhecer a cidade do Porto e Vila Nova de Gaia


Portugal (um dos meus destinos preferidos) é um pequeno país cheio de surpresas. Cada vilarejo, Quinta (como eles chamam as vinícolas), até mesmo as grandes cidades são aconchegantes, receptivas e cheia de motivos para ficar mais um dia.


Particularmente, o Porto é uma das cidades mais fascinantes de Portugal. O seu lado Boêmio, silencioso e discreto aos poucos revelam sua importância histórica, sua ruelas cheia de sabor, numa verdadeira fusão com o cheiro dos vinhos da sua vizinha Vila Nova de Gaia.


Porto e Vila Nova de Gaia é como se fossem reflexo uma da outra. Cidades marcantes, ligadas por várias pontes, sendo todas elas cartões postais das duas cidades. Andar de uma para outra atravessando a Ponte Luis I, por exemplo, por dentro ou por cima da ponte é um passeio imperdível.


Veja alguns motivos para conhecer essas duas enogastronômicas cidades!




Os vinhos de Portugal são os mais antigos do mundo. Antes mesmo dos franceses, os portugueses já possuíam vinhas, cultivadas pelos romanos desde a invasão da península Ibérica em 194 a.C. Essa tradição, trazida pelos romanos, proporcionou um país inteiro voltado a cultura vinícola. É possível encontrar vinhas seculares.  


O vinho do Porto é o mais conhecido vinho da segunda maior cidade de Portugal, levando inclusive seu nome. Mas não é só vinho do porto que a região produz. Vários varietais e blends são produzidos em todo o norte, de excelente qualidade e por vinícolas com mais de um século de existência.


A diferença do vinho porto está em seu processo de fermentação. Enquanto um vinho fino ou de mesa possui um processo de fermentação completo, no vinho do porto essa fermentação é interrompida com aguardente vinícola para dar-lhe características peculiares, ou seja, um vinho mais doce e mais alcoólico (uma vez que não fermentou completamente).


Atravessando a Ponte Luis I, da região da Ribeira em direção a Gaia, você chegará na região das cavas de envelhecimento dos vinhos. É nessas cavas também que é possível degustar vários tipos de vinhos do porto ou não.



Uma das histórias a respeito do “vinho do porto” remete a época em que o vinho era quase exclusivamente exportado para a Inglaterra (séc XVII), no famoso tratado de "panos e vinhos". Enquanto a Inglaterra não tarifava seus panos exportados para Portugal, por sua vez, Portugal não tarifava os vinhos exportados para a Inglaterra.



Se você estiver hospedado no centro histórico da cidade vá a pé a região da Ribeira e de lá siga pela ponte Luis I até as Caves na cidade vizinha #VilaNovadeGaia. É um programa imperdível! Vá sem pressa...aproveite para almoçar num dos restaurantes na beira do rio Douro.


Dica: a vista do Porto é ainda mais linda a partir dos restaurantes em Gaia. Em todos as vezes que fui, em diferentes meses não precisou fazer reserva antecipada. Mas se for em grupo é melhor garantir a reserva do horário. Na Taylor´s as visitas acontecem constantemente, nas demais "caves" é preciso conferir os horários para cada língua, pois as visitas são realizadas em português, espanhol, inglês e francês.


Sugestão de roteiro: Vá a pé até Gaia e almoce num dos restaurantes a beira do rio (são vários), após um bom e tranquilo almoço aproveite para conhecer uma das caves que fazem degustação de vinhos, como a Sandman ou a Taylor's. Pegue o teleférico e suba para a parte superior da ponte Luis I, a vista é incrível. Caminhe por cima da ponte Luis I de Gaia ao Porto (são 385m) você saíra na Catedral da Sé, centro histórico da cidade.



As visitas às caves são rápidas e sempre acaba numa degustação de vinhos. Geralmente custam entre 10 e 15 euros. Aproveite para comprar aquele vinho especial na loja ao final da visitação. Dica: Os vinhos do porto branco são mais difíceis de encontrar fora de Portugal. E lembre: sua mala pode trazer até 12 litros e as garrafas têm 750ml (ou seja, até 16 garrafas).


- Se exceder esses os limites quantitativos, desde que a quantidade não revele finalidades comerciais ou industriais , os bens serão tratados normalmente como bagagem. Entretanto não haverá isenção dos tributos.




A Ribeira é a região do Rio Douro. De um lado a cidade de Vila Nova de Gaia e do outro a cidade do Porto. Se você vai almoçar em Vila Nova de Gaia (dica 1 acima), aproveite o final de tarde na Ribeira, ver a noite chegando por lá é lindo. A cidade vai se iluminando. Ideal para lindas fotos. Ou vá a qualquer hora do dia, sempre um espetáculo à parte.



Para quem acha que a cidade do Porto não tem agitação, engana-se. A Rua das Galerias Paris tem badalação diária. Os mais variados bares abrem até tarde da noite. Vai de hambúrguer à sushi. De balada a restaurante sofisticado. De dia tem galeria de arte, livraria (A famosa livraria Lelo fica por ali) e cafés.


Dica: É uma região com ótimos apartamentos (hotéis), ideal para quem deseja se hospedar próximo de onde gosta de curtir a noite. É nesta região também que ficam as casas noturnas (gay, straight, underground, todo mundo lá).









Porto tem uma infinidade de excelentes restaurantes. Alguns que conheci e que voltaria com certeza por diferentes motivos: Terra, Cafeína, 5 oceanos, Cervejaria Brasão, Café Santiago.


O Terra e o Cafeína são da mesma rede. O primeiro voltado a cozinha asiática (excelente!!!!!) e o segundo sofisticada cozinha portuguesa, foi onde também provei um dos melhores bacalhau do país. Dica: peça o bacalhau confitado, e de sobremesa a torta de maça. Voltamos 3 vezes numa mesma viagem! Imperdível. $$$.


O restaurante 5 Oceanos tem duas unidades em Lisboa e em Matosinhos (fica a 8km do centro do porto, aproximadamente 15min de carro ou uber). É o lugar ideal para comer um bom peixe ou outros frutos do mar. Vale a pena conhecer o vasto cardápio de bacalhau. Em Matosinhos, o 5 Oceanos fica numa rua com vários outros restaurantes de pescadores, muitos com churrasqueira na porta assando peixes frescos. $$











A Cervejaria Brasão é daqueles lugares que tem que ir. Fica próximo a Av. Aliados, bem no meio do centro histórico do Porto. A Francesinha de lá é uma das melhores, principalmente pelo molho apimentado e pela cerveja artesanal. Imperdível!! $






E se você vai provar a francesinha mais de uma vez, vá ao Café Santiago. Fui com um amigo que mora no Porto pois a fama é de que o café tem a melhor francesinha do norte de Portugal. E um café simples, tradicional e realmente com uma ótima francesinha. Dica: O Café Santiago fica em frente a casa de shows Coliseu do Porto. Aproveite para conhecer a excelente programação de shows da cidade. $






Como havia falado no motivo 1, suba a ponte Luis I de teleférico ou a pé (tem uma escada em caracol). Lá de cima a vista é impressionante e vale a viagem inteira. Aproveite para conhecer o Mosteiro seguindo pelo lado direito assim que subir pelo lado de Gaia. Ao voltar do mosteiro, atravesse a ponte a pé, do outro lado está a catedral da Sé. Imperdível!





A estação de São Bento é a porta de chegada da cidade. Chegadas e partidas para muitas regiões de Portugal partem de la. O local é pequeno, mas, mesmo que você não faça uma viagem pelos comboios portugueses, vale a pena uma foto no saguão da estação, juntos ao azulejos portugueses que estampam suas paredes.





Da estação São Bento, você pode seguir para as cidades de Guimarães e Braga. Duas cidades incríveis. Guimarães, mais tranquila, possui um castelo com visitação paga e um teleférico que leva até a região da Penha. Infelizmente quando fui o teleférico estava fechado. Subi de Taxi e custou 15 euros. Lá em cima (é bem alto), tem um miradouro e cafés.





Siga até Braga, a cidade berço do país e também a que possui mais jovens em Portugal. No centrinho da cidade fizemos um passeio com o pessoal do guia free, que nos mostrou detalhes imperdíveis da cidade. Não deixe de ir ao Miradouro do Menino Jesus de Braga. A igreja e as escadarias são impressionantes. Imperdível.


Dica: se for de trem (comboio), a saída da estação é no início do centro da cidade, dá para ir a pé.






Outro passeio imperdível por todos os motivos é passar um dia na região do Alto Douro, partindo da Estação de São Bento em direção a cidade de Peso da Régua. Esse passeio é melhor ser feito com empresas de turismo, pois o Douro possui muitas vinícolas e são distantes, impossível sem carro ou guia.



Dica: a empresa #livingtours tem um excelente passeio de um dia no Douro com duas degustações. Fizemos esse passeio, com direito a almoço, e passeio de barco pelo rio. Imperdível.



Caso ainda assim você queira ir ao Douro de carro, veja os modelos disponíveis na RentalCars.



Para Hotéis na Região do Porto: clique AQUI.


Para Hotéis no Douro: clique AQUI.


Para Hotéis em Gaia: clique AQUI.





Commenti


bottom of page