Países Gay-friendly: Portugal, Suécia e Canadá empatam em avaliação para turistas

Atualizado: Jan 29


Graças a melhorias legais para pessoas trans e intersexuais, bem como iniciativas anti-crime, Portugal conseguiu, pela primeira vez, saltar do 27º lugar para o topo do SPARTACUS Gay Travel Index, e agora partilha o 1º lugar com a Suécia e o Canadá como países que melhor recebem turistas gays no mundo.


Ainda segundo a publicação, alguns dos países mais perigosos para os viajantes LGBT em 2019 incluem novamente a Arábia Saudita, o Irã, a Somália e a República da Chechênia, na Rússia, onde os homossexuais são amplamente perseguidos e ameaçados de morte.


Na lista de países mais gay friendly, o Brasil surge na posição 68 e os Estados Unidos no 47.º lugar. Com a criminalização da homofobia por decisão do STF em junho de 2019, o Brasil deve melhorar sua posição na lista da Spartacus em 2020.


O SPARTACUS Gay Travel Index é atualizado anualmente para informar os viajantes sobre a situação de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT) em 197 países e regiões.


Por enquanto, o raking mostra que a situação dos viajantes LGBT no Brasil, na Alemanha e nos EUA piorou. Tanto no Brasil quanto nos EUA, os governos conservadores de direita introduziram iniciativas para revogar direitos LGBT conquistados no passado. Essas ações levaram a um aumento da violência homofóbica e transfóbica.



Houve também um aumento na violência contra pessoas LGBT na Alemanha. Legislação inadequada para proteger transexuais e intersexuais, bem como a falta de qualquer plano de ação contra a violência homofóbica, levaram o país a cair do 3º para o 23º lugar.


A Cena gay de Lisboa ganha destaque no país tradicionalmente conservador como sempre foi Portugal.



A ascensão portuguesa, de 27º para 1º lugar na lista, demonstra a concretização das políticas públicas na área do turismo que o país vem passando. Nós turistas sentimos o quanto o país tem sido hospitaleiro com todos os públicos e etnias. É fácil andar por qualquer canto de Portugal e encontrar pessoas do mundo todo explorando as belezas daquele país. Em pontos turísticos famosos é uma verdadeira torre de babel com gente dos quatro cantos do planeta.





Em Lisboa há um projeto super interessante e sofisticado de hospedagem direcionada principalmente ao público gay. O The Late Birds Lisbon, localizado no coração de Lisboa, o Bairro Alto, possui equipe treinada até para organizar casamentos.



Outro Projeto interessante é o recente inaugurado Villa 3, dos mesmos proprietários do Bar 3 em Lisboa, conhecido na cena gay da cidade principalmente pelo público bear.



Conheça outros hotéis Gay-Friendly em Lisboa:



O hotel fica no Rossio, a 400 m do Chiado e a 350 m da Avenida da Liberdade.


Vista panorâmica para Lisboa, para o Castelo de São Jorge e para o Rio Tejo.


Muito mais que hotéis voltados a um atendimento especial para o público gay, Lisboa oferece diversas opções de bares e restaurantes e também boates que abrem diariamente há décadas, como a famosa "Finalmente".


O que faz diferença para que o público LGBTQ+ procure destinos gay-friendly é principalmente segurança, serviços de qualidade e não necessariamente ambientes exclusivamente gays.





Empresas que desejam atender a esse público devem treinar seus funcionários para que recebam os diversos tipos de clientes dentro de suas especialidades. As pessoas possuem necessidades diversas e precisam ser respeitadas em suas especificidades. Compreender fatos simples, como um casal gay que pede uma cama de casal, ou ainda oferecer dicas e fazer reservas de programas gays na cidade faz toda diferença.





Vai para Lisboa ? Inclua em seu roteiro: o Mercado da Ribeira; Bairro Alto; Baixa do Chiado; e o bairro do Alfama. São pontos turísticos imperdíveis na cidade.

0 visualização