Livre-se do Coma

May 6, 2018

 Já esta mais que bem resolvido pela ciência: cada um tem uma genética.  Do nascer ao ficar adulto infinitas transformações ocorrem, mesmo que depois de alguns anos essas mudanças aconteçam mais lentamente, esta tudo definido, planejado pela natureza. Dá pra entender um pouco de ciência observando a gente desde a adolescência: se vamos crescer muito, se vamos ficar mais gordos, e até se a careca aparecerá mais cedo. Coisas da genética! Da pra dar uma força à natureza com a prática de atividade física. Mas não há resultados, qualquer que seja, sem um conjunto de coisas que a acompanhe.

 

Desde cedo nos propomos as dietas, aos sucos revolucionários e as ginásticas para manter a forma ou emagrecer. Você precisa controlar carboidratos, glúten, lactose; comer de três a seis vezes ao dia; dormir bem. Há uma lista de incontáveis atividades não físicas para o pós-treino, anotadas linha a linha pela nutricionista desde minha primeira consulta.  Será que me esqueci de comentar nas consultas que eu trabalho oito horas por dia, faço supermercado a noite (pós-trabalho), tenho projetos do mestrado para concluir, livros atrasados para ler, amigos marcados para encontrar no final de semana, uma hora de almoço e 15 minutos pro lanche? Acho que vou precisar de uma agenda, ou um app que me lembre desses compromissos em pessoa física e me deixem em dia com a ginástica.

 

E não vá me dizer que você nasceu gostando de ginástica! Ainda não li nada que associe gostar de ginástica ao projeto genoma. Alguns levam ginástica realmente a sério e passam horas se divertindo nas academias. Outros, como eu, encontram no exercício contínuo e declaradamente obrigatório, algo realmente necessário e que deve ser incluído na rotina diária. Até que algum tempo depois a gente acostuma.

 

Há uma coisa que aprendi fazendo dietas, restritivas ou não: toda dieta é uma forma de olhar para si mesmo, dar-se valor, prestar atenção no que a gente coloca pra dentro do corpo, sua composição; é uma forma de amar-se. Tem gente que só consegue prestar atenção em si mesmo quando se depara com a morte, pois a vida corrida que leva, retira-lhe essa oportunidade. E se deparar com a morte em plena vida é algo muito sombrio, amedronta a gente, inesperado.  Também tem aqueles que não prestam atenção em si mesmos por um monte de outros motivos ou desculpas.

 

Mas há uma máxima: se uma pessoa precisa fazer dieta em casa, é necessário que os demais acompanhem e ajude. Não adianta alguém estar restringindo os doces se na geladeira encontra um pudim. Não adianta cortar o glúten e amanhecer com um cesto de pão quentinho no café da manhã. Resistir tem limites! Ou todo mundo faz dieta, ou vai ser difícil fazer sozinho.

 

“Seria mais fácil fazer dieta se não tivéssemos que comer, passar batido pelas refeições” essa foi minha mais estapafúrdia desculpa na terapia. A dieta poderia ser simplesmente água. Evitaríamos gastos com restaurantes, com reformas na cozinha. Passaríamos longe das tentações cheias de guloseimas das docerias. Resistir é mais fácil quando não se vê. O que os olhos não vê, fome não sente. Mas, graças a Deus, esse mundo não existe e seremos mais felizes quando fizermos as pazes com a gastronomia.

A terapeuta me perguntou se eu conhecia “um mundo muito gostoso cheio de sabores, temperos, entre frutas, alfarrobas e grão de bico”. Voltei a culpar a coletividade que mora comigo e adiei os ingredientes terapêuticos por mais uma consulta. “É preciso ter coragem e equilíbrio para mudar hábitos, para sair do coma” com essa frase de efeito ela encerrou aquela consulta. Terapeutas sempre lembram o que a gente diz.

 

A verdade é que quando aquela vontade de chocolate aperta, a gente só se liberta mesmo quando culpa alguém, nem que seja a genética! Será que esta é a minha genética? Será que há o que fazer? Talvez livrar-se do coma fugindo da cozinha ou indo pra ginástica.  Esses cientistas dizem que tudo vem do gene, que cada pessoa tem uma composição, o que não ficou claro é como se livrar dela.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque