top of page
  • Foto do escritor@paespelomundo

Festival de Curitiba traz pela primeira vez ao Sul do Brasil, Caprichoso e Garantido, o duelo de bois da Amazônia

Um dos maiores patrimônios culturais do Brasil abre a programação da 32ª edição do Festival de Curitiba, trazendo o desafio de toadas dos bumbás de Parintins, no Amazonas




Um dos maiores e mais importantes festivais de artes cênicas do Brasil, o Festival de Curitiba anunciou sua programação oficial para a 32ª edição, que ocorre de 25 de março a 7 de abril. Divulgada recentemente, uma das atrações mais aguardadas pelo público será o espetáculo “Caprichoso e Garantido: O Duelo da Amazônia”, que traz pela primeira vez ao Sul do Brasil um dos principais patrimônios culturais do país, por meio de um convite para que o público “mergulhe” na força da cultura popular da floresta, com suas lendas, celebrações, rituais indígenas e os costumes do universo caboclo ribeirinho traduzidos em arte, toada e Boi Bumbá.


Além da apresentação na abertura oficial da 32ª edição, o público poderá conferir a atração em duas sessões na Mostra Temporada de Musicais, nos dias 26 e 27 de março, às 20h30, no Teatro Positivo. Os ingressos já estão disponíveis por meio do site www.festivaldecuritiba.com.br, ou na bilheteria física oficial localizada no ParkShoppingBarigüi (piso térreo).

Com mais de 110 anos de história, os bois Garantido e Caprichoso são parte fundamental da cultura amazonense, no Festival de Parintins, um evento cultural apoteótico e que reúne milhares de pessoas em uma celebração festiva. No centro do festival, realizado anualmente, estão os bois com cada uma das agremiações representadas por suas cores - azul e vermelho -, protagonistas de uma rivalidade que se transforma em um espetáculo de amor pela cultura popular e, principalmente, pela região amazônica, formando juntos o maior festival a céu aberto do mundo.



O público do Festival de Curitiba poderá conferir uma amostra do que é exposto na arena do Bumbódromo, nos três dias do Festival Folclórico de Parintins, que acontecem sempre no último final de semana do mês de junho. As duas agremiações dos bois, seus itens oficiais e bailarinos farão evoluções com as toadas que são a trilha sonora desta maravilha da cultura e da arte raiz brasileira.


“Estamos felizes em poder trazer pela primeira vez ao Sul do Brasil este espetáculo único, uma celebração da cultura e da tradição da floresta. É uma atração que encanta e emociona, que certamente deixará uma marca inextinguível na história do Festival de Curitiba e, também, da cidade, do Paraná e do Sul do país”, comentam Leandro Knopfholz e Fabíula Passini, diretores do Festival de Curitiba.


A lenda do boi-bumbá - A história é narrada todos os anos sempre de modo diferente. Na lenda que deu origem, a Mãe Catirina, que estava grávida, sente o desejo de comer língua de boi, especificamente, do animal preferido do “amo”, o rico fazendeiro para quem seu marido, Pai Francisco, trabalhava. Para agradar sua esposa, Francisco mata o animal. Ao descobrir, após chamar um médico para certificar a morte do boi, o patrão manda capturar o seu serviçal. Para trazer a vida de volta ao animal, o “amo” chama um padre, que atualmente é representado pelo Pajé que, com seus rituais, consegue ressuscitar o animal, motivo de comemoração com uma grande festa que também marca o perdão de Pai Francisco e de Mãe Catirina.


A Mostra Temporada de Musicais é apresentada pelo Instituto Joel Malucelli e pela Universidade Positivo. Já a Mostra Lucia Camargo é apresentada por Banco do Brasil, Sanepar e Tradener - Comercialização de Energia, com patrocínio de EBANX, Banco CNH Industrial e New Holland, ClearCorrect, Copel - Pura Energia, Brose, UNINTER e GRASP. Acompanhe todas as novidades e informações pelo site do Festival de Curitiba www.festivaldecuritiba.com.br, pelas redes sociais disponíveis no Facebook @fest.curitiba, pelo Instagram @festivaldecuritiba e pelo Twitter @Fest_curitiba.


Serviço:

“Caprichoso e Garantido: O Duelo da Amazônia”

Mostra Temporada de Musicais - 32º Festival de Curitiba

Data: 26 e 27 de março, às 20h30.

Local: Teatro Positivo (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Ecoville)

Classificação: Livre

Duração: 1h30


Comments


bottom of page