Conheça a Pedreira Paulo Leminski local do show Sandy & Júnior em Curitiba

Atualizado: 10 de Ago de 2019

Os primeiros 10% dos ingressos colocados à venda on line esgotaram em menos de uma hora, conheça mais sobre o local do evento do show em Curitiba, no dia 31 de agosto de 2019.


A turnê Nossa História de Sandy e Junior já é aguardada ansiosamente por fãs da dupla, gerando mais de 180 mil pessoas na fila de espera online em março deste ano quando foi lançado, segundo o site de notícias Bem paraná.


foto: reprodução instagram

A primeira apresentação da dupla, após 12 anos, será no dia 12/7, em Pernambuco. Os ingressos estão esgotados. A turnê, que estreia em Recife, passará ainda por Salvador, Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte até chegar em Curitiba no dia 31 de agosto, seguindo Manaus, Belém, Porto Alegre e será encerrada no dia 13 de outubro em São Paulo.



Em Curitiba o local escolhido foi a Pedreira Paulo Leminski, que fica exatamente ao lado da Ópera de Arame, um dos principais cartões postais da cidade. O local é conhecido por eventos que vão de música eletrônica à Paixão de Cristo.



mas não foi sempre assim!


A Pedreira Paulo Lemiski foi palco também de uma disputa judicial entre vizinhos do espaço e a prefeitura municipal, de 2008 a 2013, período que ficou sem grandes eventos. Após acordo, que incluía uma reforma com novas adaptações e algumas restrições para shows, a pedreira foi liberada em setembro de 2013. Com as melhorias executadas, ao custo de R$ 17 milhões, o espaço foi reinaugurado em março de 2014 e foi também o local escolhido para o FIFA Fan Fest, evento de entretenimento em Curitiba da Copa do Mundo no Brasil.


Aberto em 1990, o espaço possui área de 103,5 mil e um palco de 480 m², e pode receber até trinta mil pessoas. Seu nome é uma homenagem ao poeta curitibano Paulo Leminski. No passado o local foi uma pedreira municipal e usina de asfalto, mantendo este aspecto peculiar, pois é cercado por um paredão de rocha de trinta metros.




Um dos mais importantes shows realizados no local, foi no aniversário de trezentos anos da cidade, quando a Pedreira recebeu a apresentação do tenor José Carreras, acompanhado pela Orquestra Sinfônica Brasileira.



O mais recente evento na pedreira foi o Warung Day que levou milhares de pessoas ao local para se divertir por mais de 12 horas ao som de DJs nacionais e internacionais.



Mais sobre o poeta Paulo Leminski:


Desde muito cedo, Leminski inventou um jeito próprio de escrever poesia, preferindo poemas breves, muitas vezes fazendo haicais, trocadilhos, ou brincando com ditados populares. Em 1958, aos quatorze anos, foi para o Mosteiro de São Bento em São Paulo e lá ficou o ano inteiro. Participou do I Congresso Brasileiro de Poesia de Vanguarda em Belo Horizonte. Dentre suas atividades, criou habilidade de letrista e músico. Verdura, de 1981, foi gravada por Caetano Veloso no disco Outras Palavras. A música estava ligada às obras de Paulo Leminski, uma de suas paixões, proporcionando uma discografia rica e variada. fez parcerias com Moraes Moreira, Arnaldo Antunes, entre outros.


Sua casa, no bairro Pilarzinho, em Curitiba, era uma espécie de reduto da intelectualidade na capital paranaense, onde diversos artistas que estavam de passagem pela cidade aproveitavam a ocasião para trocarem informações, e realizar parcerias em composições musicais e poesias. Falava 6 línguas estrangeiras (inglês, francês, latim, grego, japonês, espanhol). Morreu em 7 de junho de 1989, em consequência do agravamento de uma cirrose hepática.


Conheça algumas de suas obras:








43 visualizações