O que fazer no Sri Lanka - 8 dicas

Atualizado: Jun 4

Um país surpreendente.


Ao sul da Índia, cheio de história para contar, o Sri Lanka (ou Ceilão) é um destino com muitas surpresas, rica cultura, entretenimento e lindas paisagens.



Não é novidade o turismo no Sri Lanka, um país repleto de praias, bons hotéis, natureza e um povo acolhedor. Mas, infelizmente, é notório o abalo que atentados terroristas provocaram no turismo do país.


Na entrada de todos os grandes prédios, como hotéis e shoppings você será revistado e seus pertences passarão por máquinas de raio-x.


Os atentados de abril de 2019 mataram dezenas de pessoas inocentes, e sim, muitos turistas. Além dos atentados o que me fez pensar sobre ir ou não ao país são alguns conceitos equivocadas em relação aos direitos humanos.



Mas o turismo tem o poder de provocar as pessoas a pensarem. Tanto as que chegam para conhecer um país, quanto aquelas que recebem turistas.


A convivência, ainda que por poucos dias, com pessoas diferentes é enriquecedor para qualquer cultura.


Ainda que muitas vezes façam vistas grossas a presença de turistas culturalmente diferentes, é claro que ninguém sai ileso a reflexão da própria diferença.


Como por exemplo, ver as muçulmanas tomarem banho de piscina no hotel, vestidas dos pés a cabeça, ou ainda bebidas alcoólicas serem servidas na presença de muçulmanos, ou também o afeto de casais gays num país que possui em seu código penal punição para este tipo de relacionamento.


Em fim, é preciso saber conviver com o diferente e respeitar as diferenças culturais.


Apesar disso, é possível perceber que o país está em plena ascensão no turismo. Muitos hotéis sendo construídos, empresas multinacionais e muito movimento nas ruas turísticas da cidade. Tudo isso prova que o Sri Lanka continuará sendo uma excelente opção no sul da Ásia.


Com quase 21 milhões de habitantes, é um país majoritariamente budista que conta com 1,2 milhão de católicos. Os budistas representam 70% da população, os hindus 12%, os muçulmanos 10% e os cristãos, 7%.


Aqui vão alguns dos lugares que conheci e o que achei deles:



1. N E G O M B O


Fomos conhecer o vilarejo onde hotéis 5 estrelas, pousadas, cafés, sorveterias e bares se misturam para atrair turistas do mundo todo, principalmente europeus.



A região de Negombo é conhecida de muitos turistas, principalmente pelo vilarejo que fica atras dos hotéis.


As praias com grande margem de areias leves são um cartão postal típico. Pescadores todos os dias movimentam barcos e redes de pesca deixando a praia ainda mais encantadora.


Ficamos num dos hotéis 5 estrelas de uma rede local de hotelaria. Excelente pelo conforto, comodidade e principalmente por estar dentro da areia.


Mais sobre o Hotel que nos hospedamos AQUI.


A principal rua atrás do hotel era um vilarejo movimentado com lojas de souvenires, artesanatos, cafeterias e muito mais. Passeávamos tranquilamente dia e noite pelas redondezas, encontramos muitos bares que serviam inclusive caipirinha brasileira.



2. COLOMBO - SHOPPINGS


A capital do Ceilão, Colombo, é uma cidade surpreendente. Primeiro pela quantidade de grandes prédios residenciais e comerciais. Muitos deles hotéis de redes internacionais e também de redes locais.



Em Janeiro de 2020 quando estivemos na cidade, muitos prédios estavam sendo construídos e já anunciavam um novo parque de hotéis. Com certeza a região vai ficar ainda mais interessante.


Um grande shopping, o ONE GALLE FACE estava inaugurando as primeiras lojas de grandes redes internacionais. Além disso, já dispunha de um excelente pátio de restaurantes no 6º andar do prédio, inclusive com um excelente restautante Chines, o Crystal Jade, onde comemos delicioso Pato de Pequim.


Ainda no One Galle Face, várias lojas locais se misturavam à lojas internacionais como a Calvin Klein e até uma sede do Hard Rock Café.


Conheça o hotel com piscina de borda infinita para lindas fotos em Colombo. – AQUI.




3. M U S E U B U D I S T A


Há vários templos budistas espalhados pelo país. Nas estradas é possível ver templos, escolas e muitas outras referências à buda.



O budismo é uma filosofia ou religião não teísta que surgiu originalmente na Índia por volta do século VI A.C. e abrange diversas tradições, crenças e práticas baseadas nos ensinamentos, o Darma, de Siddhartha Gautama, intitulado de Buddha.


Entre os muitos lugares encantadores dessa religião é o templo de Gangaramaya (Vihara), que também abriga uma espécie de museu com várias obras em forma de Buda.


Encontramos muitos monges nesse templo. Um deles nos deu uma benção e amarrou uma fita de algodão em nosso pulso.



Nesse mesmo local existe uma árvore sagrada, onde Buda teria se iluminado.





4. D a m b u l l a R o y a l C a v e T e m p l e - and Golden Temple


Um dos principais templos budistas do Sri Lanka fica na região de Kandy, a 160km da capital Colombo (3h30min de carro).



Além do lindo templo com um gigantesco buda dourado voltado para a área externa, no Golden Templo há cinco cavernas que guardam um patrimônio histórico. Esse complexo data dos séculos III e II aC, quando já era estabelecido como um dos maiores e mais importantes mosteiros.


Refúgio de reis e adorado por muitos outros, desde o século 11, as cavernas já haviam se tornado um importante centro religioso.



5. O R F A N A T O D E E L E F A N T E S


Infelizmente não dá para saber ao certo como os elefantes são tratados. Fato é que aqueles animais enormes parecem dóceis ao descerem a rua para tomar banho no rio.



Na lateral da rua principal do vilarejo ficam os turistas fotografando o que podem daquele desfile.


Só ultrapassa na rua quem paga ingresso. E essa pequena rua leva a um rio onde os elefantes estão a tomar banho e beber água. Turistas se aproximam para dar frutas aos bichos que a todo momento se encontram soltos, felizmente.


É lindo e emocionante ver os elefantes brincando bem de perto.


Essa rua é uma das mais interessantes para comprar souvenires. Aproveite uns minutinhos nas lojas que vão de roupa a decoração.



6. M A S S A G E N S



As massagens asiáticas são conhecidas. E no Sri Lanka não é diferente. Muitos lugares para massagens. Mas senti algo diferente em relação à Índia, por exemplo. Achei as massagens mais comerciais e também menos opções confiáveis.



Na região de Negombo, por exemplo, muitos motoristas de Tuk Tuk abordam turistas oferecendo para levar para clínicas de massagens. Achei muito esquisito aquilo, pois não parecia algo confiável, principalmente porque abordavam da mesma forma até de madrugada.


A melhor massagem que fiz foi a do Hotel Jetwing Beach onde nos hospedamos. Excelente!! E ótimos preços.


Confira mais sobre o hotel Jetwing Beach AQUI.






7. P A S S E A R D E UBERTUK P E L A C I D A D E D E C O L O M BO


Passear de tuk tuk é divertido em qualquer lugar. No Sri Lanka o tuk tuk é também uber, e é possível pegar facilmente pelo aplicativo (quando fui só era possível pagar com dinheiro).


Os Tuk Tuks são o melhor meio de transporte se você deseja chegar rápido a algum lugar.


Mas se segure, porque eles correm bastante, o nosso chegou dirigir 90km por hora, mesmo assim super seguro.


Voltando do shopping as 22h da noite, nosso tuk tuk foi parado numa blitz, e pediram nossos documentos também. Felizmente já estávamos próximos ao hotel e foi tranquilo.



Sempre ao andar de tuk tuk você tem a opção de fechar um valor fixo ou deixar o taxímetro rodando. Dica: feche sempre um valor fixo, até porque nem todos tem taxímetro e eles podem querer dizer o valor somente no final da corrida.


Divirta-se!




8. PROVAR O HOOPER


Não há nada mais saboroso que conhecer a cultura de um lugar através de sua gastronomia. Eu fico de olho em tudo que é excêntrico e totalmente local. Quero provar a qualquer custo.



E um prato que eu adorei conhecer o Sri Lanka (nunca tinha visto em nenhum outro lugar) foi o Hooper: uma espécie de crepe, feito numa frigideira côncava, com um ovo frito no meio. Eles ainda acrescentam sal e pimenta preta a gosto.




Sempre tinha chefs fazendo o Hooper quentinho no café da manhã de todos os hotéis que passamos. É como no nordeste do Brasil onde se faz a tapioca.






ATENÇÃO

NÃO VIAJE SEM SEGURO



saiba mais sobre o atentado no Sri Lanka AQUI


saiba mais sobre os Direitos LGBTs no Sri Lanka AQUI

64 visualizações